Portal do Governo Brasileiro

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA

NOTA DE ESCLARECIMENTO


            Devido às agressões disseminadas via mensagem eletrônica que, de modo maldoso e calunioso, também envolveram a Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa de nossa Instituição, sentimo-nos obrigados a nos manifestar à comunidade da UFSM. Nesta gestão, destacamos que a Pós-Graduação e a Pesquisa alcançaram índices de produtividade científicos e acadêmicos superiores àqueles obtidos na gestão passada. Reflexo disso é o atual 9o lugar da UFSM dentre as Universidades Federais brasileiras. A área acadêmica evoluiu em quantidade e qualidade, com a criação de 10 novos cursos de PG Stricto Sensu, além de cursos de especialização, e a implantação do Programa de Qualificação da Pós-Graduação que, a partir de um diagnóstico detalhado, trabalha junto aos cursos de PG para a melhoria da qualidade. Na área científica, houve um crescimento significativo na produção, e a PRPGP tem contribuído com recursos financeiros e logísticos para a manutenção e ampliação de nossa infraestrutura de pesquisa. O funcionamento do Biotério Central, que anteriormente era tido como um problema sem solução, hoje conta com três bioteristas, com doutorado, dando suporte fundamental para a pesquisa em diversas áreas. A PRPGP teve ainda atuação decisiva na solução de sérias pendências entre a UFSM e a FINEP, que impediam o recebimento de vultosos recursos. Realizamos uma completa reformulação na distribuição interna das bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica, corrigindo uma distorção histórica em relação às áreas do conhecimento, demanda relevante por parte dos docentes. Além disso, a JAI sofreu uma profunda reestruturação, tornando-a mais participativa e mais próxima a um real congresso de ciência, tecnologia, inovação e extensão, o que culminou com a criação da JAI-JOVEM. Tudo isso e muito mais, que aqui não destacamos pela brevidade desta nota, realizou-se num cenário econômico que contrastou radicalmente com o vivido na gestão anterior. Assim, se há fatos que possam ser repreensíveis neste triste episódio pré-eleitoral, estes são as colocações de um professor ressentido, que demonstra não ter postura para o cargo de reitor que ocupou em nossa instituição e que ressalta seu descompromisso com a ética, em uma manifestação desrespeitosa com a imagem e a história da UFSM.

Paulo Renato Schneider
Pró-Reitor da PRPGP